138 inscritos na grande “festa” liderada pelo campeão Merli

O Europeu de Montanha está de regresso a Braga no próximo fim de semana (7 e 8 maio), na 41ª edição da Altice Rampa Internacional da Falperra que volta a reunir no traçado de 5.200 metros os melhores pilotos daquele campeonato FIA e também os nacionais do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group, numa “festa” para a qual o Clube Automóvel do Minho (CAM) estima uma afluência total de 150 mil espetadores.

 

A lista de inscritos apresenta 138 pilotos, com destaque para os 32 estrangeiros empenhados nesta segunda prova do Europeu, entre os quais o campeão Christian Merli, vencedor há um mês no Col de Saint Pierre (França) na abertura da época, com o seu Osella FA 30. O italiano, que o ano passado foi o mais rápido no FIA Masters nesta mesma rampa, surge como superfavorito ao triunfo, tanto mais que o seu grande rival e compatriota Simone Faggioli está centrado em 2022 no campeonato italiano. “Lamento, mas este ano, e com muita pena minha, não estarei presente na Falperra…”, comentou o recordista de vitórias (6) da Falperra, à frente do espanhol Andres Vilariño (5). O piloto italiano, sem dúvida o grande ausente este ano, é também o detentor do maior número de títulos de campeão europeu de montanha, nada menos que 11, um dos quais, em 2019, partilhado ex-aqueo com… Christian Merli.

 
 

Mesmo sem Faggioli, não faltam motivos de interesse para que a rampa organizada pelo CAM alcance um elevado nível competitivo e também de espetacularidade, face não só à presença numerosa das chamadas “barquetas”, como de dois fórmula, os Reynards de Renzo Napione e de Fausto Bormolini, e ainda do “musculado” VW Golf Rallye de Karl Schagerl. Com um motor que desenvolve mais de 700 cv de potência, o piloto austríaco será não só uma das grandes atrações, mas também o principal candidato a vencer a categoria 1 na sua estreia na prova minhota.

Entre os pilotos portugueses, o local José Correia, ao volante do Norma M20 FC, vencedor das duas últimas provas (Pena e Arrábida) do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group – em Murça foi Hélder Silva (Osella PA 200) a subir ao lugar mais alto do pódio –, é um forte candidato à primazia entre as cores nacionais, aguardando-se com expetativa o desempenho de Pedro Salvador, com o Silver Car, neste seu regresso à Falperra, de cuja edição 2016 foi o vencedor absoluto.
Em maioria (106 inscritos), como é habitual, os pilotos nacionais serão também o garante de animação na Rampa da Falperra, cujo percurso totaliza 23 curvas, ao alinharem com uma ampla diversidade de “máquinas”, já que para além do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group (CPM) a jornada é também pontuável nos campeonatos de Clássicos, de Legends, de 1300 (cilindrada) e ainda inclui a Rampa Regional. Aliás, estes últimos têm o privilégio de ser os primeiros a efetuar cada uma das três subidas, seguidos dos concorrentes do CPM, com os pilotos do Europeu de Montanha a encerrarem a competição.

 
 

A organização da Rampa da Falperra disponibilizará 11 zonas de peão (com WC no perímetro), algumas das quais com acesso pago (3€/dia ou 5€ passe geral 2 dias) e ainda duas áreas de bancada.
Na Curva do Barroco ficará localizada a Bancada 1, com a lotação de 400 lugares (2 dias-25€ e diário-15€), sendo a Bancada 2 na Curva do Papa, podendo receber 470 pessoas (2 dias-30€ e diário-20€).

Uma parte da receita dos bilhetes, que podem ser adquiridos na ticketline ou no Posto de Turismo de Braga, revertem a favor da APAV (Associação Portuguesa de Apoio à Vítima).

 

HORÁRIO DA ALTICE 41ª RAMPA INTERNACIONAL DA FALPERRA
Sábado (7 maio)
09h00 – Treino Oficial 1
11h30 – Treino Oficial 2
13h30 – Treino Oficial 3
Domingo (8 maio)
08h00 – Subida da Prova 1
10h00 – Subida de Prova 2
12h00 – Subida de Prova 3

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...