Quantcast
 

Aquele que rouba para comer está condenado, enquanto que aquele que rouba para ter uma vida luxuosa e boémia é exaltado

O ser humano desde sempre se deparou com situações de corrupção na sua vida e em várias atitudes da sociedade envolvente.

 

Algumas pessoas são facilmente corruptíveis e isso leva a que o poder e o dinheiro tomem conta dos seus sentimentos fazendo com que não se importem de rebaixar ou fazer sofrer aqueles que estão à sua volta.

 
 

Há, claramente, uma discrepância entre os vários estatutos sociais no que toca a uma questão de justiça.

Aquele que rouba para comer está condenado, enquanto que aquele que rouba para ter uma vida luxuosa e boémia é exaltado. Tudo aquilo que sonhamos e desejamos deve ser alcançado com o suor de cada um, com o trabalho das suas mãos e não através de esquemas ilícitos e fraudulentos.

 
 

O que não é nosso não nos pertence, a nossa dignidade não pode ser destruída por atos inconscientes e gananciosos. Todos à nossa volta sofrem com estas atitudes desmedidas e irracionais, “pisam-se” as pessoas só para chegarmos à meta, ao sucesso através do facilitismo e do indiferentismo.

Como consequência disto a nossa económica passa pelas ruas da amargura, os ricos cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres. Estamos envoltos numa económica bastante desequilibrada e doente.

 
Ricardo Silva

Comentários

comentários

Você pode gostar...