Barcelos apresenta resultados das edições do Orçamento Participativo

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, acompanhado pelo Presidente da Assembleia Municipal, Horácio Barra, apresentou, na sexta-feira, 14 de maio, no Auditório dos Paços do Concelho, os resultados da primeira e segunda edições do Orçamento Participativo de Barcelos.

 
Orçamento Participativo Barcelos 2021

Face ao contexto da pandemia Covid-19, a sessão pública da primeira edição não foi possível realizar, tendo transitado para esta sessão, que contou com os proponentes e os vencedores das duas edições do Orçamento Participativo, e que teve como objetivo apresentar publicamente todos os projetos, onde, também, foram atribuídos os respetivos diplomas de participação.

 
 

Recorde-se que, na primeira edição, foram apresentadas 61 propostas, das quais foram admitidas 38 ideias e 12 projetos vencedores, com um valor total de 485.000€.

Miguel Costa Gomes referiu que “hoje cumpre-se um dos eixos estratégicos que este Executivo tem colocado ao serviço do concelho de Barcelos, que passa por promover a democracia participativa e o envolvimento dos cidadãos na construção da sua cidade”. “Neste contexto pandémico em que vivemos, Barcelos perseverou, insistiu e conseguiu manter a sua aposta no Orçamento Participativo.

 
 

Foi preciso adaptação e procurar novas formas de estar mais próximos dos munícipes, mas o resultado final demonstra bem o sucesso desta iniciativa e mostrou, igualmente, que não estamos sós e que os barcelenses, apesar da situação atual, continuam a querer estar presentes na construção do futuro da sua cidade”, acrescentou.

O Presidente da Câmara agradeceu a todos os que participaram, “enviando as suas propostas para a cidade e também a todos aqueles que contribuíram com os seus votos para eleger os projetos vencedores. Este Executivo continuará a trabalhar a cidade assente numa política de proximidade e no fortalecimento da democracia local, ampliando a transparência da administração municipal, reforçando a cidadania e afirmando os laços de confiança entre a Câmara e os barcelenses. É com muita satisfação que digo que o que fizeram foi um ato de cidadania, um ato cívico daquilo que é a vontade e o vosso querer”.

 

Este ano a autarquia criou uma plataforma online para submissão de propostas e implementou um sistema de votação por SMS para facilitar o processo de participação. Ao todo, foram apresentadas 74 propostas, das quais foram admitidas 69 ideias e 10 projetos vencedores, com um valor total de 500.000€. Durante a votação foram recebidos 11269 votos e o site do Município obteve 300 mil visualizações.

O Orçamento Participativo de 2021 elegeu como tema a “Felicidade”, tendo como objetivos promover a participação informada, ativa e construtiva dos cidadãos e incentivar o diálogo entre os munícipes e os eleitos locais, bem como adequar as políticas públicas municipais às necessidades e expectativas da população.
Destinava-se a cidadãos com 16 anos de idade ou mais, que fossem naturais, residissem, trabalhassem ou estudassem no concelho de Barcelos e que pretendessem apresentar projetos que visassem melhorar a qualidade de vida dos munícipes.

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...