Celebremos a união de todas as famílias

Todos os anos, a época natalícia, é aguardada por imensa gente, particularmente as crianças. No entanto, sabemos qual é o verdadeiro objetivo desta quadra festiva? Qual é a verdadeira essência do Natal?

 

A azáfama do mês de dezembro, em cada casa, é iniciada com a decoração do pinheiro de Natal, do presépio e de toda a iluminação propícia em redor das casas. Ansiosamente aguardamos o dia de consoada para ter a família toda reunida, ouvir as histórias dos nossos avós, comer com os nossos primos na mesa da “criançada” e, à meia-noite, poder desembrulhar os tão esperados presentes de Natal.

 
 

Tudo isto é importante e necessário em cada família, esta união, estes sorrisos e partilha de histórias, o calor que se faz sentir dentro de nossas casas quando, lá fora, está um frio gélido típico do mês de dezembro. Deste modo, devemos dar importância e atenção a todas estas coisas, mas não nos podemos esquecer qual é o verdadeiro motivo de celebrarmos esta festa: o nascimento de Jesus!

Toda esta festa e esta preparação para que tudo corra bem é para Ele e por Ele. O nosso salvador encontra-se no presépio a ser testemunha do amor do seu Pai e para nos contagiar com toda a certeza de que todo o seu amor prevalece mesmo nos dias mais difíceis.

 
 

Não tenhamos pressa, mas também não percamos tempo. Todas as coisas são úteis e devem ter a atenção devida e merecida. Celebremos a união de todas as famílias, a oportunidade de nos podermos reunir todos à volta da mesa mais um ano e, principalmente, celebremos o nascimento daquele que deu a sua vida para nos salvar, Jesus Cristo Salvador do mundo.

Ricardo Silva

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...