Cerca de 300 pessoas terão morrido no teatro de Mariupol, diz autarquia

Autarquia de Mariupol cita testemunhas oculares para dizer que 300 pessoas morreram no teatro. Forças ucranianas reconquistam várias cidades. EUA e UE fecham acordo para não depender do gás russo.

 

Cerca de 300 pessoas morreram no Teatro de Mariupol depois do ataque russo na semana passada. A informação acaba de ser dada pela câmara municipal da cidade no Telegram, que se baseia no relato de testemunhas oculares.

 
 
Teatro antes e depois do bombardeamento

“Infelizmente, começamos este dia com más notícias”, diz a declaração da autarquia.

“Testemunhas oculares relataram que cerca de 300 pessoas morreram no Teatro de Mariupol como resultado do bombardeio de um avião russo. Não quero acreditar neste horror. Até o fim quero acreditar que todos conseguiram escapar. Mas as palavras daqueles que estavam dentro do prédio no momento desse ato terrorista dizem o contrário.”

 
 

É a primeira vez que autoridades avançam com um número concreto: no dia a seguir ao ataque, Zelensky falou na possibilidade de haver centenas de mortos, horas depois uma porta-voz da governo ucraniano disse que a maioria das pessoas ali abrigadas teria sobrevivido e no dia seguinte chegava a confirmação oficial de que 130 pessoas tinham saído com vida.

Ainda não se sabe ao certo quantas pessoas estavam abrigadas dentro do grande teatro no momento do ataque, mas os números que têm sido avançados pela câmara, pela Human Rights Watch e por civis na altura entrevistados pela BBC apontam para cerca de entre 500 a mil.

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...