Cultura de Casino – do ontem para o amanhã

As Origens

 

As apostas e os jogos de sorte e azar são tão antigos quanto o mundo e algo intrínseco à própria natureza humana. Ainda sem as formas mais associadas aos jogos de casino contemporâneo, sempre se apostaram dinheiro e bens sobre o resultado dos mais diversos jogos, ações e façanhas. Olhemos para a Roma Antiga, onde se apostavam avultadas quantias em combates pela vida dos gladiadores, para a Grécia Helénica, onde se fazia o mesmo com os atletas dos Jogos Olímpicos da Antiguidade, ou, um pouco por todo o mundo, em descobertas arqueológicas de jogos de tabuleiro com milhares de anos.

 
 

Nas cortes europeias da Idade Média na Europa e em Portugal, ainda muito longe dos casinos online pt, começaram a surgir as primeiras formas rudimentares de casino, com salas de jogos destinadas ao convívio dos homens após as refeições, e em que já pontuavam elementos como cartas e dados.

O advento dos casinos, no século XVII, inicialmente destinados aos homens dos estratos sociais mais elevados, bem como a sua presença na literatura ao longo dos últimos séculos foram criando uma cultura e uma estética próprias, marcadamente ligadas à figura do homem sedutor, bem-sucedido e elegante, altamente atraente e desejável. Esta figura é personificada na perfeição por James Bond, personagem icónica da literatura de Ian Fleming e um clássico dos cinemas, que criou todo um universo aspiracional em torno da imagem dos casinos.

 
 

Assim, os casinos tornaram-se locais icónicos e míticos, envoltos numa aura de magia, aos quais só era possível aceder esporadicamente, uma vez que não eram acessíveis nem financeira nem geograficamente à grande maioria da população.

Casino Para Todos

 

Com a melhoria da qualidade de vida das populações e com os avanços tecnológicos das últimas décadas, esta tem sido uma realidade em rápida e irreversível mutação. Neste novo século, a revolução digital e tecnológica tem alterado decisivamente os hábitos dos frequentadores de casino e trazido milhares de novos apostadores ao maravilhoso mundo do casino. A liberalização e massificação dos jogos de casino online foi acompanhada de uma profunda mudança de hábitos trazida, em grande parte, pelos casinos online.

A explosão dos casinos online, juntamente com o livre acesso à internet de uma fatia cada vez maior da população mundial, trouxe milhões de novos jogadores para este tipo de jogos que, em muitos casos, não eram sequer clientes dos casinos convencionais. Os números são avassaladores e os relatórios de receitas comprovam-no, ano após ano.

 

Novos apostadores que fossem tímidos, que não apreciassem o espírito e o ambiente dos casinos, com reservas quanto à aceitação social da frequência desses espaços, ou que, por dezenas de outros motivos, não fossem clientes habituais apesar de apreciarem os seus jogos e a adrenalina que oferecem, puderam agora ultrapassar muitas destas questões e jogar a partir de qualquer lugar, com conforto, discrição e privacidade.

Casino Online: A Revolução

Os casinos online transformaram a visão romantizada pela literatura e pelo cinema dos casinos numa visão mais mundana e prática. Os próprios hábitos de consumo foram drasticamente alterados: de grande acontecimento de uma ou duas idas por ano ao casino, a maior parte das vezes encaixada em períodos de férias, a ida ao casino transformou-se numa experiência diária, simples, acessível e descomplicada, que pode ser vivida em qualquer lado, a qualquer hora.

Esta mudança pode parecer, assim descrita, o fim da experiência dos casinos convencionais, ao retirar grande parte da carga aspiracional de ir ao casino. Nada mais errado! Desde então, os casinos físicos têm prosperado em receitas e em número de frequentadores. A verdade é que esses muitos milhões de novos apostadores deixaram de registar boa parte dos argumentos que os afastavam dos casinos: o nível de vida e poder de compra subiram, há hoje um número maior de casinos físicos, que se tornaram um hábito comum na população, sem qualquer estigma social associado, e é hoje possível ir a um casino durante várias horas e jogar apenas em máquinas, sem necessidade de falar com ninguém.

 

O casino tornou-se um hábito cada vez mais comum e um mundo aberto a todos, independentemente da sua origem, e um momento de descontração e lazer nas vidas dos seus jogadores.

Comentários

comentários

Você pode gostar...