FUZILEIROS PORTUGUESES NA LITUÂNIA

Os Exercícios bilaterais entre as Forças Armadas Portuguesas e as Forças Armadas da Lituânia, em Julho de 2022, juntam-se na Base Naval de Klaipėda, a terceira maior cidade da Lituânia e o seu porto de mar de referência, distando cerca de 50 km da fronteira, a Sul, com a província da Federação Russa de Kaliningrad (“Калининград”).

 
Foto por E. Urbonas | I. Budzeikaitė (Forças Armadas da Lituânia, “Lietuvos kariuomenė”)
Artigo publicado em parceria com “Espada & Escudo”

A bordo destas embarcações semi-rígidas, junto com Forças Especiais Lituanas (KNT – “Kovinių narų tarnyba”, literalmente “Serviço de Mergulhadores de Combate”), temos, com as máscaras de cor clara, militares do Destacamento de Acções Especiais (DAE) do Corpo de Fuzileiros da Marinha Portuguesa.

 
 

Estes militares do DAE fazem parte da força de fuzileiros (FFZ LTU) que partiu de Lisboa a 1 de Junho de 2022, e que se encontra presente da Lituânia sob a égide NATO, como parte das “Medidas de Tranquilização” (“Assurance Meausures”) para o Flanco Leste e, em particular, para o Báltico, e que ali se manterá em operação durante 3 meses. A FFZ LTU, comandada pelo Capitão-Tenente João Gomes Goulart, é composta por 146 militares, integrando a Força de Fuzileiros N.º2, reforçada por uma equipa de mergulhadores-sapadores (CDT, EOD, AUV); e um Elemento de Operações Especiais – “Special Operations Maritime Task Unit” (SOMTU).

O navio em segundo plano, com o número de amura P11, é o patrulha LNS Žemaitis da Marinha Lituana, da classe Flyvefisken, construído e operado originalmente pela Marinha da Dinamarca, vendido e ao serviço da Lituânia desde 2007-2008. Correspondem também, com a mesma origem, à classe Tejo ao serviço da Marinha Portuguesa. O LNS LNS Žemaitis (P11), com uma tripulação de 19 a 29 elementos, tem um comprimento de 54m, uma boca de 9m, um calado de 2,5m, deslocando 450 toneladas em carga completa. Propulsionado por 2 motores diesel MTU 16V 396TB94, consegue uma velocidade máxima de 20 nós com um alcance de 7 150 km ( a 15 nós). Está armado com uma peça OTO Melara 76 mm/62 e com duas metralhadoras pesadas de calibre .50.

 
 

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...