“Inquietação”, curta-metragem sobre a Maria da Fonte, percorre o concelho da Póvoa de Lanhoso

Transformado em sala de cinema, o Theatro Club deu aconchego à “Inquietação”, a curta-metragem sobre a Maria da Fonte produzida pelo Município da Póvoa de Lanhoso, no âmbito do CULTURA.IN, e que irá agora percorrer o concelho.

 

“Este projeto envolveu mesmo as pessoas e o grande sucesso deste trabalho foi a capacidade que teve de trazer as pessoas e de as envolver, de uma forma surpreendente até”, afirmou o Presidente da Câmara Municipal, Frederico Castro, na antestreia, no passado sábado.

 
 

O responsável autárquico Povoense cumprimentou, na pessoa do coordenador do CULTURA.IN e realizador da curta-metragem, Bruno Laborinho, todas as pessoas que, das mais diversas formas, participaram no processo. “Conheço o Bruno há alguns anos e sempre vi nele um rasgo de vontade, de irreverência, de inconformismo e de querer fazer mais, querer ir mais longe. Vejo nele essas características, que são características também dos Povoenses. É um gosto muito grande ver alguém da nossa terra com este sucesso e com esta qualidade de trabalho. É uma qualidade que se estende a todos aqueles que com ele trabalharam neste projeto”, transmitiu o autarca Povoense.

O próprio Presidente da Câmara Municipal revelou a esperança de que este tenha sido apenas o primeiro de uma série de trabalhos que possam ser feitos em conjunto “com gente que tem esta qualidade, mas sobretudo com gente da nossa terra que se envolve com gosto”. Frederico Castro lembrou ainda que o projeto CULTURA.IN transita do passado. “Este é o culminar de um trabalho conjunto de dois mandatos e de dois executivos diferentes e esse é um bom exemplo de como podemos todos juntos marcar a diferença, neste caso, no setor cultural em prol da nossa terra e destacar a nossa terra pela positiva”, considerou.

 
 

“O Cultura.IN é um IN que nos inclui a todos e que nos permite perceber que os projetos só fazem sentido se forem assim feitos”, destacou a Vereadora da Cultura. “Os projetos podem ser pensados por uma pessoa, mas só são verdadeiramente grandiosos quando forem assumidos por todos e quando depois de nós puderem ser de todos os outros que tiverem possibilidade de assistir a esta curta-metragem “Inquietação” e “apropriarem-se” também de todo o trabalho que foi feito”, destacou Fátima Moreira, reafirmando a intenção de, através desta produção, se levar mais longe o nome do concelho. Aludindo ao POVOAR.TE, recentemente apresentado, assumiu que será dada continuidade a metodologias idênticas, que envolvam as coletividades e as comunidades e que permitam, através da criação artística, promover elementos identitários locais. “A Póvoa de Lanhoso somos nós todos. A arte pode fazer transformar a nossa comunidade”, concluiu.

Pela plateia, passaram entidades autárquicas e convidados, mas também elenco, equipas técnicas, figurantes, participantes, comunidade. Todos unidos em torno de uma referência diferenciadora da Póvoa de Lanhoso: a Maria da Fonte.

 

Por estes dias, a “Inquietação” passará por Monsul, Taíde, Santo Emilião e Fontarcada. Estará ainda nos estabelecimentos de ensino do concelho, antes de se lançar à conquista de outras plateias, além-fronteiras da Póvoa de Lanhoso.

De lembrar que o CULTURA.IN é um projeto aprovado pelo Programa Operacional Regional NORTE 2020, que tem associado um investimento total de 76.828,46€ e conta com um apoio do FSE de 65.304,04 €, que corresponde a uma taxa de comparticipação de 85% do valor do investimento elegível.

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...