Quantcast
 

José Milhazes na Biblioteca Municipal de Vila Verde

O jornalista e historiador José Milhazes é o convidado da próxima sessão “Conversas no Cávado” que tem lugar na tarde do próximo sábado, dia 28 de janeiro, na Biblioteca Municipal Professor Machado Vilela, em Vila Verde. 

 

A guerra e a realidade social e geopolítica do leste da Europa são os temas dominantes para o lançamento da conversa, que decorrerá a partir das 15h00, conduzida por Arnaldo Varela de Sousa, professor da EPATV, radialista e colaborador de órgãos de comunicação social 

 
 

. A iniciativa insere-se no ciclo “Conversas no Cávado”, desenvolvido pela Rede Intermunicipal de Bibliotecas de Leitura Pública do Cávado (RIBCA). 

Nascido na Póvoa de Varzim, José Milhazes rumou em 1977 para a União Soviética, onde se licenciou em História da Rússia pela Universidade Estatal de Moscovo. Aí constituiu família e ficou a residir por longos anos, dedicando-se à tradução para português de obras literárias e políticas. 

 
 

Começou a colaborar com a imprensa portuguesa em 1989, primeiro na TSF e logo depois no Público, jornal de que se tornou correspondente em Moscovo. Foi também correspondente em Moscovo da Agência Lusa, RDP e SIC, estação de televisão com a qual iniciou a sua colaboração em 2002. Colaborou igualmente com as redações em língua portuguesa da BBC e da RFI. 

Na sua faceta de historiador e profundo conhecedor da realidade de Leste, investiga nos arquivos soviéticos e realiza diversos trabalhos para o Instituto de Ciências Sociais da Universidade Clássica de Lisboa e para a Fundação Mário Soares. Em 2008 defendeu, na Universidade do Porto, a tese de doutoramento sobre a “Influência das ideias liberais espanholas e portuguesas na Rússia”. 

 

Autor de diversos livros e artigos científicos, José Milhazes regressou definitivamente da Rússia em 2015. 

A sua participação na sessão de Vila Verde das “Conversas no Cávado” é uma oportunidade para aprofundar conhecimentos e debater o tempo de guerra que vivemos e que tanto ameaça a estabilidade e a paz no mundo inteiro. 

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...