Legislativas 2022: BE quer manter-se como terceira força política para combater bloco central e extrema-direita

A candidatura do Bloco de Esquerda apresenta-se às eleições legislativas de 30 de janeiro com um programa para o distrito de Braga e para o país que traduz “compromissos claros e razões fortes”.

 
be

José Maria Cardoso, cabeça de lista e deputado pelo círculo eleitoral de Braga, sublinha que o “Bloco de Esquerda como terceira força política é a garantia para travar a devastação do SNS, a força para recuperar salários, a luta por justiça para quem trabalhou a vida inteira e o compromisso pela concretização da lei do clima”.

 
 

“Sabemos da importância destas eleições. O país precisa de um novo ciclo e de uma esquerda forte para responder aos problemas concretos da vida das pessoas e para afastar a maioria absoluta e o bloco central de PS e PSD que não traz nenhuma solução para o país, apenas problemas”, defende José Maria Cardoso.

“Dar força ao Bloco e reforçá-lo enquanto terceira força é também afastar a extrema-direita e a sua agenda racista e xenófoba que vive da mentira e do insulto”, considera o deputado.

 
 

José Maria Cardoso diz que “um voto no Bloco no dia 30 de janeiro é puxar por uma economia pela igualdade e por uma sociedade mais justa e inclusiva, é reforçar os serviços públicos e responder pelo salário e por quem trabalha”.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...