Legislativas 2022: Manuel Monteiro pede aos eleitores do distrito de Braga que “não desperdicem o voto”

“Faço um apelo muito direto a todos os eleitores do distrito de Braga: não desperdicem o vosso voto, votem útil, votem no candidato que pode representar o distrito de Braga e que conhece os seus problemas. Votem no candidato que pode efetivamente corporizar os problemas e os anseios do Minho e do distrito de Braga.”

 
cds

Foi neste registo que o antigo presidente do CDS-PP, Manuel Monteiro, foi dar um impulso à campanha do partido na vila de Esposende, na manhã de domingo, dia 23 de janeiro, para apoiar José Paulo Areia de Carvalho, o cabeça de lista centrista pelo distrito de Braga.

 
 

“Dou o meu apoio a José Paulo Areia de Carvalho e espero que cada cidadão eleitor do distrito de Braga, no próximo dia 30, não deixe de votar no CDS-PP”, afirmou Manuel Monteiro.

Manuel Monteiro considera que “o único voto útil é o voto no CDS-PP” e explica o motivo: “É importante votar no CDS Partido Popular, em nome da sua história, em nome do seu presente e, fundamentalmente, em nome do seu futuro, para que possa ter um deputado como José Paulo Areia de Carvalho a falar dos pescadores de Esposende, dos agricultores de Esposende, dos homens e das mulheres de Terras de Bouro, dos industriais e dos operários de Famalicão, de Guimarães, de Barcelos, de Vieira do Minho, de outros concelhos deste grande distrito de Portugal.”

 
 

Tendo a seu lado o cabeça de lista do CDS-PP pelo círculo eleitoral de Braga, José Paulo Areia de Carvalho, assim como candidatos e dirigentes do CDS-PP e da Juventude Popular de Esposende, o antigo presidente do partido, Manuel Monteiro, foi a figura central da arruada realizada na manhã de domingo no centro da vila de Esposende e na marginal junto à foz do Cávado.

Manuel Monteiro era facilmente reconhecido pela população que se encontrava nas esplanadas da vila ou que passeava na marginal, tendo sido cumprimentado com simpatia, o mesmo acontecendo com Areia de Carvalho, que ali fora candidato à presidência da Câmara Municipal, nas últimas autárquicas.

 

“Muitos portugueses pensam que no dia 30 de janeiro vamos escolher entre António Costa e Rui Rio, mas, na realidade, vamos escolher os deputados à Assembleia da República que, apesar de representarem a nação, vão, em primeiro lugar, vão representar a região e o distrito que os elegerem”, dizia Monteiro a muitas das pessoas que se cruzavam com ele, justificando assim a sua presenta e “a importância de votar num partido que apresenta um candidato da região”.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...