Quantcast
 

Município de Vila Verde mobiliza novas gerações para defesa das florestas naturais

O Município de Vila Verde inicia na próxima segunda-feira um vasto programa de atividades para assinalar a Semana da Floresta Autóctone, envolvendo as escolas do concelho, organizações sociais e ambientais. 

 
Floresta

O objetivo é sensibilizar a população para a importância da conservação das florestas naturais, com especial atenção para as novas gerações. As crianças e os jovens são convidados ao contacto direto com o património natural de Vila Verde e a conhecer as plantas autóctones mais abundantes do concelho, de forma a contribuírem para a salvaguarda da biodiversidade. 

 
 

A plantação de árvores e ações de reflorestação, uma caminhada ambiental, a visita ao Horto Municipal e um atelier de geminação de sementes fazem parte das iniciativas previstas, juntamente com ações de sensibilização sobre a biodiversidade, espécies invasoras e as alterações climáticas. 

Promovida pelo Município de Vila Verde no âmbito do projeto Escola + Verde, a Semana da Floresta Autóctone conta com a parceria dos Agrupamentos de Escolas do concelho, da Escola Secundária de Vila Verde e da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV). 

 
 

A Equipa Municipal de Intervenção Florestal (EMIF) faz igualmente parte dos parceiros deste projeto, assim como o Projeto Ciga Giro, o Centro Comunitário da Cruz Vermelha de Prado, a CIM Cávado e a Rede Territorial Portuguesa das Cidades Educadoras (RTPCE). 

A Semana da Floresta Autóctone arranca na segunda-feira de manhã, com uma plantação de árvores autóctones no Centro Escolar e em jardim público na União de Freguesias do Pico de Regalados, Gondiães e Mós. À tarde, nos Paços do Concelho é inaugurada a exposição itinerante “Um Olhar nas Florestas de Portugal”, seguindo-se uma ação de sensibilização do Grupo Águas do Norte com alunos da EB2,3 de Vila Verde. 

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...