Parceria entre Câmara de Braga e Centro de Medicina P5 prevê apoio clínico à população do Concelho

O Município de Braga e o Centro de Medicina P5 da Escola de Medicina da Universidade do Minho vão assinar um protocolo de colaboração que prevê o apoio clínico à população do Concelho, através de plataformas digitais de monitorização e de avaliação de sintomas clínicos em articulação com as unidades de saúde do Serviço Nacional de Saúde.

 
Braga
Vista da Rua do Souto, em Braga

O protocolo, que estará em análise na Reunião do Executivo Municipal da próxima Segunda-feira, 24 de Janeiro, prevê, por exemplo, a triagem de utentes e recolha de informação considerada relevante que será, posteriormente, disponibilizada aos centros de saúde e às unidades hospitalares sempre que solicitado.

 
 

Outro dos destaques desta colaboração prende-se com o serviço “Trace COVID-19”, que vai permitir o contacto dos utentes em monitorização e colocação da informação em ficheiro para posterior upload na plataforma do médico de família ou médico assistente.

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, salienta que o Município tem desenvolvido várias ações de complementaridade com o propósito de assegurar o acesso dos munícipes aos cuidados de saúde. “A pandemia COVID-19 veio conferir urgência à necessidade de criar e disponibilizar meios alternativos aos presenciais e às linhas telefónicas existentes, no sentido de facilitar a realização de diagnósticos e acompanhamento dos doentes e, desta forma, reduzir o enorme impacto que os constrangimentos desta pandemia estão a provocar nos doentes não COVID”, explica o Autarca Bracarense.

 
 

A par do apoio na implementação de projetos-piloto, os profissionais de saúde do P5 poderão realizar relatórios epidemiológicos, de fármaco-economia, e de outras dimensões de investigação, assim como desenvolver ações de literacia da saúde para jovens do ensino secundário e, ainda, ministrar formações em primeiros socorros a todos os alunos do 12.º ano das escolas secundárias e profissionais do Concelho de Braga.

Para a concretização destes objetivos, o Município de Braga irá atribuir ao Centro de Medicina P5 um apoio financeiro de 100 mil euros.

 

O Centro de Medicina P5, sediado na Escola de Medicina da Universidade do Minho, tem como objetivos a investigação na área da saúde e da prestação de cuidados de saúde, através de recursos digitais que permitem o acompanhamento do doente e, dessa forma, melhorar os seus cuidados de saúde individuais, bem como da população em geral.

Apoio financeiro ao projeto “Braga a Sorrir”

 

Na próxima reunião, o Executivo Municipal irá apreciar ainda a proposta de atribuição de um apoio financeiro de 206 mil euros ao projeto “Braga a Sorrir”, desenvolvido pela “Mundo a Sorrir – Associação de Médicos Dentistas Solidários Portugueses”.

O projeto “Braga a Sorrir” é desenvolvido em parceria com o Município de Braga no âmbito do C.A.S.O – Centro de Apoio à Saúde Oral, e tem como principal objetivo proporcionar assistência médico-dentária e reabilitação oral à população carenciada do Concelho de Braga e, desta forma, contribuir para a sua inclusão social e melhoria da qualidade de vida.

A atribuição deste apoio financeiro vai permitir a continuidade do projeto “Braga a Sorrir” e garantir a realização anual de 4.780 consultas de medicina dentária e o atendimento a 950 utentes.

Desde que o projeto teve o início, em abril de 2015, até dezembro de 2021 foram realizadas 35.838 consultas, 62.368 tratamentos dentários, colocadas 2.267 próteses dentárias e fornecidas 4.964 escovas de dentes. Foram ainda realizados 3.814 atendimentos sociais. Este projeto financiado pelo Município de Braga, já abrangeu um total de 2.729 beneficiários.

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...