PSP detém suspeitos de corrupção em centros de inspeção automóvel em Braga

Cerca de 30 pessoas foram detidas pela PSP, esta segunda-feira, na sequência da realização de várias buscas ao IMT e centros de inspeção nos distritos de Lisboa, Porto, Setúbal, Braga e Faro. Em causa estão suspeitas de inspeções fraudulentas, com recurso a máquinas adulteradas e selos falsificados.

 
mecanico inspeçao
Imagem Ilustrativa

No total, foram emitidos 38 mandados de detenção, mas oito pessoas ainda não foram localizadas.

 
 

Ao que a SIC apurou, a maior parte dos detidos são inspetores de centros de inspeção automóvel.

Os detidos passavam carros nas inspeções que não estavam em condições para o efeito.

 
 

O principal alvo desta investigação, que começou em 2017, é o segundo maior grupo do país de centros de inspeções, que detém empresas nos cinco distritos onde foram feitas as buscas.

Durante as buscas, foram apreendidas grandes quantias de dinheiro.

 

A PSP, em colaboração com o DCIAP, está a cumprir 50 mandados de buscas domiciliárias e não domiciliárias que visam recolher prova de crimes de corrupção passiva para ato ilícito, corrupção ativa para ato ilícito e falsificação de documentos.

Em comunicado, a PSP adianta que a operação de investigação criminal, denominada Hydra, foi desencadeada no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) do Ministério Público.

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...