Cabeceiras de Basto cria rede de 11 Miradouros no concelho

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, acompanhado do vereador Fernando Basto e de técnicos do Município, visitou no dia 4 de maio, os miradouros de Porto d’Olho em Abadim e das Cerdeirinhas em Refojos, dois
dos locais que integram a rede de miradouros que está a ser construída no concelho e que integra, no total, 11 miradouros distintos.

 
Cabeceiras de Basto
Miradouro


As intervenções realizadas favorecem o ordenamento do território, permitindo a contemplação dos vários pontos de interesse paisagístico que o território oferece. Por se encontrarem em zonas altas e de vistas desafogadas, estes locais permitem a observação
de amplas paisagens, debruçadas sobre os vales de Cabeceiras de Basto.

 
 


De realçar que as estruturas dos miradouros estão a ser instaladas de forma não invasiva, em madeira, mantendo a naturalidade da envolvência e minimizando o impacto visual.


A rede integra, assim, o Miradouro de Porto D’Olho em Abadim, o Miradouro do Alto do Madoiro na freguesia de Bucos, o Miradouro do Calhau da Curvaceira em Gondiães, o Miradouro de Santa Bárbara na freguesia de Pedraça, o Miradouro das Cerdeirinhas em
Refojos e os Miradouros dos Esporões, de Fuliposo, de Magusteiro, de Meijoadela, do Nariz do Mundo e de Cambezes na freguesia de Riodouro.

 
 


A ‘Rede de Miradouros no concelho de Cabeceiras de Basto’ decorre da aprovação de uma candidatura a fundos comunitários no âmbito do PDR 2020 – Renovação de Aldeias, através da PROBASTO. A par desta empreitada será desenvolvida uma outra, dentro do
âmbito da mesma candidatura, que prevê a reconstrução do Fojo do Lobo da Uz, bem como a construção de mais um miradouro que será também incluído na rede de miradouros.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...