Professor da UMinho é o novo diretor-geral dos Serviços Prisionais

O professor e investigador Rui Abrunhosa Gonçalves, da Escola de Psicologia da Universidade do Minho, tomou posse como diretor-geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) esta sexta-feira, dia 5, pelas 15h00, no salão nobre do Ministério da Justiça, em Lisboa. A cerimónia conta com a Ministra da Justiça, Catarina Sarmento e Castro, que convidou o psicólogo forense após a saída do procurador Rómulo Mateus no cargo. Trata-se da primeira pessoa da UMinho e formada em Psicologia a coordenar a DGRSP.

 

Natural de Leiria, Rui Abrunhosa Gonçalves é licenciado em Psicologia, mestre em Psicologia do Comportamento Desviante pela Universidade do Porto e doutorado em Psicologia da Justiça pela UMinho. Nesta academia, é professor associado com agregação da Escola de Psicologia e membro do Centro de Investigação em Psicologia (CIPsi), da Unidade de Consulta em Psicologia da Justiça e Comunitária e, ainda, da Associação de Psicologia (APsi).

 
 

Tem conduzido investigações sobre o sistema prisional, a psicopatia, a psicologia forense e a criminalidade adulta, nomeadamente agressores conjugais e sexuais. Publicou diversos livros, como “A adaptação à prisão”, “Violência e vítimas de crimes” ou “Manual de psicologia forense”, além de duas centenas de artigos científicos a nível nacional e internacional.

Curiosamente, Rui Abrunhosa Gonçalves começou a carreira profissional em 1986 nos serviços prisionais, como técnico educador na cadeia de Paços de Ferreira. Em 1990 transitou para a vida académica na UMinho, mas mantendo sempre projetos e estudos sobre o sistema prisional, aonde regressa agora, para um mandato de três anos.

 
 

Comentários

comentários

Você pode gostar...