Quantcast
 

Técnicos do LNEC e da Uminho no terreno para apurar causas do acidente de Palmeira de Faro

Uma equipa constituída por técnicos do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC) e da Universidade do Minho (UM) esteve em Palmeira de Faro, local onde ocorreu uma derrocada de terras, no dia 23 de novembro, que vitimou duas pessoas. É objetivo do Município o apuramento cabal das circunstâncias que provocaram a derrocada, tendo, para o efeito, procedido à contratação de serviços para a realização dos estudos necessários que permitam apurar todos os factos.

 

Lembre-se que o Município de Esposende avançou para a realização de um estudo geotécnico, desenvolvido pela Universidade do Minho, cujas conclusões contribuirão para que, em conjunto com os estudos desenvolvidos pelo LNEC, sejam apuradas as causas do deslizamento de terras.

 
 

Além disso, as autoridades estão a apurar as circunstâncias em que ocorreu, no verão de 2022, a retirada de pedras e terra, da base do talude, nos dois lotes de terreno existentes ao lado da moradia onde morreu o jovem casal. O Município de Esposende pretende a clarificação desta situação, uma vez que esses movimentos de pedras e terra não foram comunicados à autarquia nem estavam licenciados.

Além dos estudos em torno da situação de Palmeira de Faro, o Município de Esposende pretende desenvolver estudos complementares que permitam acautelar situações idênticas no futuro.

 
 

O Município de Esposende pretende apurar a verdade sobre este acidente, combatendo a desinformação que tem sido veiculada sobre o assunto. Sublinhe-se que, desde a primeira hora, os diversos serviços do Município de Esposende responderam com apoio aos moradores da zona afetada.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...