Castelo de Lanhoso “visitado” por 77 países

Nova Zelândia, Suriname, Trinidad e Tobago, Etiópia e Nepal. Estes são alguns do países de proveniência dos visitantes do Núcleo Museológico do Castelo de Lanhoso.

 

Estes dados começaram a ser registados em 2017. Dão conta de que, dos 195 países do Mundo, cidadãos de 77 desses países já visitaram o interior de torre de menagem do ex libris da Póvoa de Lanhoso.

 
 

Na receção do Núcleo Museológico do Castelo de Lanhoso existem dois mapas, nos quais é assinalada a proveniência das pessoas que visitam este espaço, quer em termos internacionais, quer em termos nacionais. Para dar um exemplo, na semana de 29 de maio a 5 de junho, o Núcleo Museológico recebeu visitantes provenientes de 11 países, para além de Portugal: Brasil, Espanha, Ucrânia, Alemanha, França, Hungria, Itália, Inglaterra, República Checa, Nigéria e Trinidad e Tobago.

Esse registo permite ainda perceber que pessoas provenientes de 38 países da Europa já passaram pelo interior da Torre de Menagem.

 
 

Em termos nacionais, visitantes de 211 dos 308 concelhos do país, já estiveram no local, enquanto, em termos distritais, estão representados todos os 18 distritos do país, com Madeira e Açores incluídos.

De salientar ainda que os habitantes do Litoral Norte e do Minho são os que mais procuram o Castelo de Lanhoso, para ficarem a conhecer melhor a história da Póvoa de Lanhoso, sendo que os do Interior e do Sul já não o fazem tanto.

 

Assim, o espaço pode ser visitado de quarta-feira a domingo, das 09h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00. O encerramento acontece às segundas e terças-feiras.

Desde o dia 18 de maio (Dia Internacional dos Museus), as pessoas residentes no concelho da Póvoa de Lanhoso passaram a beneficiar de entradas gratuitas no Núcleo Museológico do Castelo de Lanhoso, mediante apresentação de comprovativo de morada.

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...