Instituto Politécnico de Viana do Castelo abriu as portas a mais de 400 alunos

A Escola Superior de Desporto e Lazer (ESDL) do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) abriu no dia 3 de junho, sexta-feira, as portas a mais de 400 alunos, que participaram, até domingo, na Final da VI Taça de Desporto Escolar UNICEF. “O desporto escolar é o maior projeto pedagógico nacional do Ministério da Educação”, pretendendo-se com esta final “proporcionar o convívio entre alunos de todo o país”, explica o coordenador nacional do Desporto Escolar, Rui Carvalho.  Por isso, este encontro “é um bom exemplo de cooperação” entre instituições como defende o presidente do Instituto Politécnico de Viana do Castelo, Carlos Rodrigues.

 

A VI Taça do Desporto Escolar UNICEF, uma iniciativa do Desporto Escolar, desenvolvida em parceria com a UNICEF Portugal, conta com o apoio do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ), da Câmara Municipal de Melgaço, da Associação dos Jornalistas de Desporto (CNID) e das Federações que tutelam o desenvolvimento do Andebol, do Atletismo, do Basquetebol e do Ténis de Mesa. Conta ainda com a colaboração da Escola Superior de Desporto e Lazer (ESDL-IPVC), das Juntas de Freguesia de Melgaço, do Centro Desportivo e dos Agrupamentos Escolares.

 
 

“Este é um bom exemplo de cooperação entre pares, incentivando à prática desportiva e à atividade física saudável desde tenra idade”, evidencia o presidente do Politécnico de Viana do Castelo. Carlos Rodrigues aplaude a organização de um evento desta natureza e desta dimensão em Melgaço, tendo aqui a ESDL-IPVC “um papel muito importante”. A “ligação de proximidade” entre o IPVC e as diversas instituições leva a este “trabalho em equipa que é fundamental”. “Temos excelentes condições e estamos a pôr ao serviço dos nossos jovens o maior complexo desportivo natural”, sublinha.

De destacar que esta final dá continuidade ao projeto que nasceu em 2015 e caracteriza-se por ser uma competição combinada de quatro modalidades – Andebol, Atletismo, Basquetebol e Ténis de Mesa, sendo as equipas definidas com base nos torneios interturmas e interescolares, levados a cabo nas fases escolares, locais e regionais do Desporto Escolar. Nesta fase final nacional, a pontuação que apurará os vencedores resulta das pontuações obtidas pelas equipas nas quatro modalidades.

 
 

“Este projeto promove a prática da atividade física e desportiva e a valorização do sentimento de pertença dos alunos ao grupo/turma e amigos sob o lema ‘ganha a turma, ganha a escola’”, refere, entretanto, o coordenador nacional do Desporto Nacional, Rui Carvalho, aplaudindo os parceiros que aceitaram o desafio de acolher os participantes, tornando possível este convívio entre jovens de todo o país.

A parceira com a ESDL-IPVC não deixa Rui Carvalho indiferente, agradecendo a “amabilidade e a disponibilidade na cedência das instalações, de materiais e de toda a dinâmica criada”. A final da taça realiza-se “entre espaços maravilhosos e em infraestruturas com dimensão, com condições de segurança e com qualidade e poderá ser feito muito mais aqui, até porque Melgaço merece”, assegura o coordenador nacional do Desporto Escolar.

 

As expetativas para este evento, que foi adiado dois anos devido à pandemia, “são obviamente elevadas” e Rui Carvalho tem “a certeza absoluta que será mais uma iniciativa bastante proveitosa”.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...