Município de Braga promove projeto ‘Literacias para a Preservação das Florestas’

O Município de Braga, em parceria com a Liga para a Proteção da Natureza, juntamente com os Agrupamentos de Escolas de Mosteiro e Cávado, Celeirós e Trigal Stª Maria encontra-se a promover, desde o ano letivo de 20/21, um projeto de Literacias para a Preservação das Florestas, no âmbito da educação ambiental que visa mostrar às crianças e jovens a importância da floresta levando-as a descobrir diversas áreas florestais e como contribuir para a sua conservação. Este projeto é dirigido a alunos do 2º e 3º ciclos do Ensino Básico.

 

De acordo com a vereadora da Educação da Câmara Municipal de Braga, é cada vez mais imperativo que as crianças e jovens estejam despertos para a preservação do espaço que os rodeia e, particularmente, para o cuidado a ter com o meio ambiente. “Este projecto é uma forma incentivar actos que promovam a preservação da floresta como um espaço que deve ser cuidado na lógica de contribuir para a conservação da natureza e para a defesa do ambiente, numa perspectiva de desenvolvimento sustentável, que assegure a qualidade de vida às gerações presentes e vindouras”, referiu Carla Sepúlveda, salientando que é a partir da escola que se alteram comportamentos e criam novos hábitos, sendo que este projecto só é possível devido ao “incansável trabalho dos professores”.

 
 

O projecto tem como principal objectivo descobrir as florestas, os seus valores, habitats e espécies; contribuir para a conservação do património natural, da diversidade das espécies e dos ecossistemas; capacitar os alunos estimulando o raciocínio e a aprendizagem no exterior; promover práticas de cidadania consciente incentivando a participação pública.

Altino Bessa, vereador do Ambiente, lembrou que o Município tem feito um trabalho acérrimo e muito vocacionado para a educação na esfera da preservação do Ambiente por via de inúmeros projectos nas áreas da eficiência energética, plantação de espécies autóctones, hortas nas escolas, entre outros. “A partir de um outro projecto, o ‘Florestar Braga’, temos incidido na questão do cuidado e preservação da floresta. Considero que este novo projecto, mais relacionado com as literacias, faz a ponte perfeita com as inúmeras iniciativas que o Pelouro do Ambiente tem levado a cabo junto da comunidade escolar no sentido de trabalhar a consciencialização para a preservação do ambiente na sua generalidade” referiu.

 
 

‘Literacias para a Preservação das Florestas’ consiste no desenvolvimento de um conjunto de sessões de sensibilização sobre a Preservação da Floresta (em formato on-line) de forma interativa e personalizada, adaptando-se à realidade da escola e do local. O projeto culmina com uma saída de campo a uma zona florestal escolhida pelos professores e alunos, sendo realizado um percurso pedestre que permite aos alunos aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo das sessões. Desta feita, o espaço escolhido foi a área florestal do Mosteiro de Tibães.

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...