Quantcast
 

Há um equilíbrio que deverá ser mantido entre nós e o mundo

A existência humana tem em si toda a beleza que Deus nela depositou.

 

Todos nós somos seres que nos afeiçoamos à vida e vamos ultrapassando barreiras e metas para alcançar a desejada felicidade.

 
 

Na vida surgem à nossa volta muitas pessoas, objetos, realidades e atitudes que nos despertam para o verdadeiro sentido da vida e para o verdadeiro amor de nós para com o mundo que nos envolve.

Há um equilíbrio que deverá ser mantido entre nós e o mundo, entre nós e a maneira como depositamos todas as nossas energias em tudo aquilo que realizamos. Este equilíbrio é fundamental para a nossa sanidade mental, para a nossa contribuição para um mundo cada vez melhor e mais pacificado.

 
 

Na vida ganhamos imensas coisas graças ao nosso esforço e trabalho, alcançamos novas etapas, cortamos novas metas e ultrapassamos novas barreiras. Quando isto acontece que sensação que é para o nosso espírito! No entanto, também há as perdas da vida, a perda de um ente querido, de um amigo, a perda de um emprego ou então de um obstáculo que nos obrigou a cair e que temos de nos levantar para enfrentar a vida de cabeça erguida e de braços abertos para abraçar novas oportunidades e novas formas de vida que nos façam ser homens concretizados e, sobretudo, felizes!!!

De facto, há também momentos na vida em que temos de tomar decisões, que temos de escolher e ponderar muito bem para que a vida se torne aquilo com que sempre sonhamos e que queremos realizar no nosso futuro.

 

A subtileza nas nossas escolhas é muito importante para decisões ponderadas e bem feitas, tal como diz o ditado “de cabeça quente não se devem tomar decisões” pois no fim o resultado das nossas ações será sempre o fruto das nossas decisões.

Ricardo Silva

 

Comentários

comentários

Você pode gostar...