Município de Esposende convida a descobrir o Património local nas Jornadas Europeias de Arqueologia

O Centro Interpretativo de S. Lourenço, em Vila Chã, acolhe na próxima sexta-feira, dia 17 de junho, o encontro de “Arqueologia Costeira e Subaquática de Esposende”, integrado nas Jornadas Europeias da Arqueologia 2022.

 

Com início previsto para as 14h30, o encontro contará com um painel de investigadores, nomeadamente geólogos, mergulhadores, arqueólogos, historiadores e biólogo, terminando com uma dinâmica de “brainstorming”.

 
 

“Evolução paleoambiental plistocénica-holocénica da zona costeira do concelho de Esposende” é a temática a abordar por Helena Granja, do CIIMAR ­- Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental. Sérgio Rodrigues, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto (FLUP) apresentará o tema “As indústrias líticas talhadas da faixa litoral de Esposende: caracterização e contextos”, e Rui Morais, igualmente da FLUP, centrar-se-á sobre “A navegação atlântica na época romana. Estudos de caso na Costa Norte de Portugal”. Brais Currás, do Conselho Superior de Investigações Científicas (CSIC), versará sobre o tema “Um mar de sal: evidências de exploração do sal na costa minhota entre a Idade do Bronze e o domínio de Roma”, e José Felgueiras, investigador esposendense, abordará os “Naufrágios na costa de Esposende: as fontes documentais”. O biólogo Vasco Ferreira apresentará o tema “À redescoberta do Parque Marinho do Litoral Norte”, Alexandre Monteiro, do Instituto de Arqueologia e Paleociências da Universidade Nova de Lisboa, centrará a sua intervenção sobre a temática “O mar de Esposende e a base de dados dos naufrágios históricos do Norte de Portugal” e Filipe Castro, da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, encerra o período de comunicações com a “Gestão do Património Cultural Subaquático: Bases de Dados”.

Esta atividade é aberta ao público em geral, tal como as demais iniciativas que integram o programa das Jornadas Europeias da Arqueologia, estando sujeitas à lotação de cada espaço.

 
 

No sábado, 18 junho, à tarde, na Alfândega Régia de Vila do Conde, o Município de Esposende estará representado com a comunicação “Patrimónios Emersos e Submersos – o Naufrágio Quinhentista de Belinho”. Assente num projeto de investigação multidisciplinar, o Naufrágio Quinhentista de Belinho 1 constitui um Património Cultural subaquático único e significativo, que tem conferindo grande destaque à Arqueologia Subaquática da região Norte. Descoberto ocasionalmente, este importante sítio arqueológico corresponderá a um possível navio português ou espanhol da Época dos Descobrimentos, que tem vindo a revelar um significativo espólio.

O programa culmina no domingo, dia 19, com a sessão comentada do documentário “Dos Castros”, produzido pela AO NORTE e parcialmente filmado no Castro de S. Lourenço, em Vila Chã, pelo Prof. Doutor Carlos Alberto Brochado de Almeida.  Esta sessão decorrerá a partir das 16h00, no Auditório Municipal de Esposende, sendo que a entrada é gratuita, mas sujeita à reserva de bilhetes em https://esposende2000.scl.pt/bilheteira.php

 

Esposende tem, assim, encontro marcado com a sua História, convidando a comunidade a descobrir o Património local, através de um programa variado dedicado à Arqueologia, tanto terrestre, como subaquática

Comentários

comentários

 

Você pode gostar...