Venda de veículos elétricos batem record em setembro de 2022

O mercado da venda de veículos elétricos em Portugal está longe de parar. Prova disso é o novo recorde de carros elétricos vendidos em mercado nacional, que foi ultrapassado em Setembro deste ano.

 

Venda de veículos movidos a energias alternativas ultrapassaram os 50%

De acordo com a Associação de Utilizadores de Veículos Elétricos (UVE), em Setembro de 2022 foram vendidos 2307 Veículos 100% Elétricos (BEV – Battery Electric Vehicle) e 1524 veículos híbridos plug-in (PHEV – Plug-in Hybrid Electric Vehicle). No total, foram vendidos 3831, o valor mais alto registado em 2022.

 
 

Segundo a mesma fonte, refere-se ainda que em termos de vendas por tipo de energia, os carros movidos a energias alternativas atingiram os 50,31%. Ou seja, foram vendidos mais veículos 100% elétricos, híbridos plug-in e híbridos convencionais do que veículos movidos a combustíveis fósseis.

Outro dado importante sobre a venda de carros elétricos em Portugal é que Setembro de 2022 foi o mês em que mais veículos 100% elétricos se venderam nos últimos três anos.

 
 

Venda de veículos elétricos em Portugal pode bater recorde anual

A três meses do fim de 2022, a UVE aponta para mais um recorde a nível nacional. Qual? O de vendas anuais, tendo em conta o ritmo de 2022.

Mantendo o nível de vendas dos meses anterior, há grande probabilidade de, em 2022, se ultrapassar a fasquia dos 30 mil veículos elétricos vendidos.

 

Quais são as marcas de veículos elétricos mais vendidas em Portugal?

À semelhança do que aconteceu nos finais de trimestre anteriores, a Tesla foi a marca mais vendida de BEV, com 457 vendas. Em segundo lugar está a Mercedes-Benz, com 250 unidades, e em terceiro lugar a BMW + BMW i, com 178 unidades.

No caso dos veículos PHEV, a Mercedes-Benz distanciou-se das restantes marcas, com mais de 531 carros vendidos. Esta é uma tendência que se prevê manter, tendo em conta as suas características de segurança. Por isso, muitos portugueses visitam o Pisca Pisca para comprar carros usados Mercedes do segmento elétrico.

 

Abaixo, poderá ver as vendas registadas em setembro em cada segmento.

BEV

  1. Tesla: 457;
  2. Mercedes-Benz: 250;
  3. BMW + BMW i: 178;
  4. Dacia: 158;
  5. Opel: 135.

PHEV

  1. Mercedes-Benz: 531;
  2. BMW + BMW i: 160;
  3. Peugeout: 139;
  4. Volvo: 124;
  5. Kia: 77.

BEV + PHEV

  1. Mercedes-Benz: 781;
  2. Tesla: 457;
  3. BMW + BMW i: 338;
  4. Peugeot: 232;
  5. Volvo: 217.

Orçamento de Estado 2023 prevê apoios para compra de veículos elétricos

De acordo com o Orçamento de Estado (OE) 2023, serão reforçados os incentivos para a compra de veículos elétricos em Portugal. Além disso, haverá um aumento dos apoios à instalação de postos de carregamento, uma vez que a mobilidade elétrica está a aumentar a nível nacional.

Quais as vantagens de comprar um veículo elétrico?

Com o aumento dos preços dos combustíveis fósseis, a venda de carros elétricos em Portugal aumentou. Por isso, é fácil entender que uma das principais vantagens deste tipo de veículo é, precisamente, o uso da eletricidade em vez dos combustíveis fósseis. No entanto, existem outros aspetos positivos.

Os valores da revisão, assim como da manutenção, dos carros elétricos são mais baixos que os veículos movidos a combustão. Afinal, os motores elétricos não precisam de correia de distribuição, velas, óleo, filtro de óleo, entre outros componentes essenciais para os outros veículos.

 

Outra vantagem que poucos conhecem é a recuperação de energia através das travagens. Como? Graças ao sistema que recupera a energia cinética, um processo denominado “travão motor”, transformando-a em eletricidade para alimentar as baterias.

Aspetos a ter em conta na compra de veículos elétricos

Antes de comprar um carro elétrico, deve ter em conta os seguintes aspetos:

  • Autonomia do veículo novo e comparar com o que vai comprar (deve ter, pelo menos, 80% da autonomia total do novo).
  • Autonomia da bateria: por norma, as de 24kWh têm autonomia até 130 km, enquanto as de 40 kWh já permitem uma performance superior a 200 km.
  • Custo da troca da bateria em caso de necessidade;
  • Idade do veículo, pois permite perceber o estado das baterias;
  • Tecnologia do motor elétrico (se está atual ou não, pois quanto mais antiga for, maior é a probabilidade de estar perante um veículo que deixa muito a desejar);
  • Tipo de bateria utilizada, isto é, se é hidreto de níquel ou iões de lítio (mais duradoura);
  • Verificar o estado do interior e do exterior do carro (procure por sinais que possam indicar que a viatura esteve envolvida num acidente, qualidade da pintura e estado dos pneus).

Comentários

comentários

Você pode gostar...