Volume de apostas online ultrapassa os 6 mil milhões de euros nos primeiros 9 meses de 2021

De acordo com o mais recente relatório do Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos (SRIJ), entidade que supervisiona e regula a atividade de jogo online em Portugal, no conjunto dos três primeiros trimestres de 2021 o volume de apostas online atingiu a estratosférica quantia de 6 mil milhões de euros, qualquer coisa como 926 mil euros por hora.

 

Quando se compara o período em análise com aquilo que se registou em igual período de tempo em 2020, verifica-se que estes mais de 6 mil milhões de euros traduzem um aumento de 46,8% face aos 4,13 mil milhões de euros registados no ano passado.

 
 

Crescimento este, que pode se explicado não só pelo aumento do número de apostadores e a consolidação da trajetória de crescimento dos jogos de fortuna ou azar, como também por uma maior literacia dos portugueses em relação às apostas, o fácil acesso às plataformas através dos smartphones e a diversidade de casas de apostas autorizadas em Portugal, como a ESC (Estoril Sol Casinos), são fatores que concorrem para a expansão desta atividade.

Além disso, são cada vez mais os sites especializados em oferecer a melhor informação aos jogadores e a quem se inicia por estas andanças, como dicas, reviews, bónus de registo, comparações entre as várias casas de apostas (quando se pretende comparar por exemplo a ESC Online com as restantes casas de apostas existentes e autorizadas no mercado português), contribuindo também desta forma para o crescimento do número de jogadores e consequentemente para o volume apostado.

 
 

Jogos de fortuna ou azar dominam volume de apostas

Como referimos, a consolidação da trajetória de crescimento dos jogos de fortuna ou azar foi um dos fatores mais importantes no aumento do volume de apostas em Portugal e os números confirmam-no.

De acordo com o relatório do SRIJ, nos primeiros nove meses do ano, o volume de apostas total nesta categoria de jogo atingiu os 5041,7 milhões de euros, mais 45,1% do que no período homólogo do ano passado.

 

Apesar de apresentar um volume total de apostas inferior aos jogos de fortuna ou azar online com “apenas” 1025,6 milhões de euros, a categoria de apostas desportivas online acabou por registar um crescimento de 55,6% face a igual período de 2020.

Em consonância com este crescimento no volume de apostas online, verificou-se nos 9 primeiros meses de 2021 um aumento generalizado das receitas brutas geradas pelo setor.

 

Assim, no final de se setembro do ano passado, a atividade dos jogos e apostas online acabou por gerar 367,4 milhões de euros em receitas brutas, mais 144,3 milhões de euros do que em igual período de 2020, altura em que o valor total de receitas brutas ascendia a 223,1 milhões de euros.

Ao contrário daquilo que aconteceu no volume de apostas, em termos categoriais, as apostas desportivas online lideram a tabela com uma receita bruta total de 186,3 milhões de euros, enquanto os jogos de fortuna ou azar somam, por sua vez, 181,1 milhões de euros

Como consequência óbvia deste crescimento, o Estado acabou por arrecadar nos primeiros nove meses de 2021 um total de 127,4 milhões de euros em sede de Imposto Especial sobre o Jogo Online (IEJO), um valor que já supera os 108,2 milhões de euros apurados durante todo o ano de 2020.

Número de apostadores ultrapassa os 2 milhões

A base para esta onda de crescimento do setor está, como já sublinhamos, no aumento do número de apostadores (apostadores que realizaram pelo menos uma aposta em jogos de fortuna ou azar ou em apostas desportivas online) que, no total acumulado para os três primeiros trimestres do ano passado, ultrapassou os 2 milhões (2,075), mais 743 mil apostadores do que em igual período de 2020 (1,332).

 

Numa análise categoria a categoria tendo por base o último trimestre em análise, verifica-se que do número total de jogadores que realizaram apostas neste período, 39,9% efetuaram apostas exclusivamente em apostas desportivas online, 27,5% jogaram somente em jogos de fortuna ou azar e 32,6% tiveram prática de jogo online em ambas as categorias, percentagens que, desde o último trimestre de 2020 indicam a ultrapassagem do número de jogadores que aposta em ambas as categorias em relação a quem aposta exclusivamente em jogos de fortuna ou azar.

Slot-machines e Futebol dominam as preferências dos portugueses

Uma nota ainda para os jogos mais apelativos para os apostadores portugueses. Se, na categoria de jogos de fortuna ou azar, a tabela é liderada pelas Máquinas de Jogo (slot-machines) com uma quota de apostadores que ultrapassa os 77% (77,57%), já na categoria de apostas desportivas online é, sem surpresas, que a modalidade Futebol é rainha com 82,10% dos apostadores.

Analisando em detalhe esta categoria, verifica-se que as competições que captaram o maior número de apostas foram, no Futebol, a Primeira Liga portuguesa e UEFA Champions League com 10,1% do total do volume de apostas efetuadas na modalidade, seguidas da La Liga espanhola e a Premier League inglesa com, respetivamente, 5,1% e 4,4%.

Comentários

comentários

Você pode gostar...